segunda-feira, 17 de agosto de 2015

EACHianos gostam de ler!

Desde sua inauguração, a biblioteca da EACH já realizou 251773 empréstimos domiciliares (dados de maio de 2015).

A intensa circulação provoca significativa degradação do material bibliográfico: sujidades, orelhas, papel amassado. Esses sinais indicam o uso e podem também sinalizar o manuseio e transporte inadequados.

A preponderância desses dois fatores: transporte e manuseio inadequados podem levar a graves problemas de degradação das obras.

   
Este livro foi emprestado 34 vezes


 Com frequência, os livros emprestados são acomodados em mochilas e bolsas ao lado de: alimentos, garrafas geladas que umedecem o papel, canetas que soltam tintas, cosméticos, etc. Muitos livros tomam chuva quando transportados soltos dentro de bolsas, sacolas e mochilas permeáveis. Há inúmeros casos, nos quais também que o livro molhou dentro de uma mochila impermeável, porque o zíper, de tecido, não isolou a chuva, do conteúdo transportado.

Em domicilio, líquidos e alimentos são derramados sobre os materiais, capas e páginas são amassadas, e existem raros casos de páginas arrancadas, etc.
  

                  Livro manchado por caneta estourada dentro da mochila


A prática de assinalar livros mesmo que a lápis, caracteriza-se como um entendimento inadequado sobre a função permanente de um livro em uma biblioteca, e a sua utilidade a longo prazo.

Acrescente-se a esses problemas: a não-devolução de obras emprestadas, e usuários que desconsideram e-mails e telefonemas de cobrança. 

                    Estamos trabalhando para virar esse jogo!

  
A USP, o Sistema de Bibliotecas, e a Biblioteca da EACH promovem ações para preservar seus acervos.
  
1. Recuperação de livros danificados por uso excessivo

Quando o livro está estragado, podemos encaderná-lo em encadernadoras externas, mas é preferível que o livro não se estrague. Muitas vezes, ao passar pelo processo de encadernação, o livro fica com sua abertura prejudicada, atrapalhando a leitura. A Biblioteca possui uma oficina de reparos, na qual pequenos consertos podem ser realizados: colagem de capas soltas, recuperação de lombadas, restauro de páginas rasgadas, etc.


2. Reposição de obras danificadas por mau uso ou perdidas

A reposição de obras danificadas ou perdidas ocorre em toda a USP, e a obrigatoriedade da reposição consta no Artigo 12 da Portaria GR 5536, de 29 de fevereiro de 2012:

“Artigo 12 - Ao usuário que danificar ou extraviar material
bibliográfico, mesmo apresentando Boletim de Ocorrência, é
obrigatório o ressarcimento à Universidade mediante a reposição
de obra idêntica, em bom estado de conservação.”

  
3. Notas de empréstimo

A partir do segundo semestre de 2015, os materiais bibliográficos são vistoriados no momento do empréstimo. Se forem detectados danos no material tais como: riscos, grifos, manchas, e outros, o usuário é imediatamente avisado, e será incluída uma nota em seu empréstimo. Os livros deverão ser devolvidos no estado em que foram emprestados, e a degradação não pode se aprofundar.


4. Embalagem de livros

A equipe do atendimento está embalando os livros no momento do empréstimo. Esse procedimento pode prevenir estragos com tintas, água, cosméticos, alimentos, etc. Solicitamos aos usuários que mantenham e devolvam os livros embalados.

  
                   Colabore com atitudes simples!

-  Manuseie livros com mãos limpas.
-  Alimente-se e beba longe dos livros.
-  Proteja os livros durante o transporte.
Guarde os livros em local protegido de umidade e poeira.
-  Nunca faça anotações nos livros, nem mesmo a lápis.

  

Lembre-se de que as bibliotecas são instituições de longa vida, e livros devem circular por décadas!

  

Os leitores do futuro agradecem!


Analúcia Recine

Nenhum comentário:

Postar um comentário