segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A Biblioteca de Alexandria Parte 1: A cidade de Alexandria

Introdução

      Apresentaremos nas próximas semanas, o resumo do livro Biblioteca de Alexandria: as histórias da maior biblioteca da Antiguidade, de Derek Adie Flower. Publicaremos quatro súmulas com os temas: A cidade de Alexandria, em 23 de fevereiro; A Biblioteca de Alexandria, em 2 de março; A cultura e o conhecimento em Alexandria, em 9 de março e o fim da Biblioteca de Alexandria em 16 de março. 

O livro está disponível no acervo da Biblioteca da EACH em: 027.00932 F644b 2.ed.


Parte 1: A cidade de Alexandria

      Alexandre Magno, com apenas 23 anos de idade, invadiu o Egito coroando-se Rei. Almejando um porto de mar profundo, que acolhesse marinha mercante e armada, escolheu faixa de terra entre o lago Mareótis e o mar, onde foi construída a cidade chamada Alexandria. Deinócrates foi o arquiteto e urbanista reponsável pela concepção de uma cidade planejada com bairros, malha viária, sistema de drenagem. A pedra fundamental da cidade foi lançada em 7 de abril de 331 a.C. pelo próprio Alexandre que, partindo para novas campanhas militares, não conheceu a cidade que fundou e da qual foi patrono. 

      Com a morte de Alexandre Magno, seu vasto império foi dividido entre seus generais. Ptolomeu I Sóter encampou o Egito. Era uma personalidade curiosa, megalomaníaco, autocrático e também um homem do intelecto e das letras. Cercou-se de conselheiros cultos e capacitados e, em poucas décadas, Alexandria se tornou importante em centro cultural e comercial, onde era possível encontrar pelas ruas pessoas de todo o mundo antigo conhecido. Ptolomeu I Sóter acolheu em Alexandria poetas, gramáticos, cientistas, matemáticos, astrônomos, historiadores. 

       Dentre esses homens estava Demétrio Falereu, que sugeriu ao rei a construção de uma biblioteca real. O centro de cultura e pesquisa que abrigou Museu e Biblioteca foi inaugurado em 282 a.C. Os sucessores Ptolomeu II Filadelfo e Ptolomeu III Evergeta, filho e neto de Ptolomeu I Sóter, também eram intelectuais e mantiveram a mesma conduta de convidar as mentes brilhantes daqueles tempos para viver na cidade. Alexandria, por mais de 300 anos, exerceu enorme influência nas ciências e artes do mundo antigo. 


Analúcia Recine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MINI QUIZ - Parte de monografia

BIBLIOTECA DA EACH – Projeto referência - MINI QUIZ Apresentamos uma série de exercícios que auxiliam na identificação dos materiais e su...